• seg. jul 22nd, 2024

Portal Ronda Geral AM

Notícias em tempo real!

Deputado Wilker Barreto alerta para dívida bilionária deixada pela Amazonas Energia após medida provisória

ByPor Redação

jun 27, 2024

Em Sessão Ordinária da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) desta quarta-feira (26/6), o deputado estadual Wilker Barreto (Mobiliza) trouxe ao conhecimento da Casa uma Medida Provisória publicada no Diário Oficial da União no dia 13/6, assinada pelo vice-presidente da República, Geraldo Alckmin. A medida determina que os contratos de fornecimento das térmicas com a Amazonas Energia sejam pagos por meio da conta de energia de reserva, paga por todos os consumidores e gerida pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

O parlamentar expôs que os contratos são avaliados em R$ 10 bilhões de reais e classificou a medida como um golpe de milagre, pois segundo ele, foi publicada dois dias depois da empresa ter sido vendida para o grupo J&F, quando apenas R$ 4 bilhões foram abatidos do valor total logo após a dívida ter sido “perdoada”.

“O cara comprou uma empresa com R$ 10 bilhões de dívida, pagou R$ 4 bilhões e num golpe de milagre, como falou o ministro, numa mera coincidência a medida provisória anistia o empresário da dívida e passa para o povo, à população”, exclamou.

Barreto afirmou, ainda, que a problemática merece uma representação aos órgãos responsáveis, além de sugerir a criação de uma comissão mista englobando as Comissões de Defesa do Consumidor, de Minas e Energia e a de Indústria, Comércio e Zona Franca, da qual é presidente.

“Como isso é matéria de caráter de consumidor e esta Casa tem prerrogativa para legislar sobre o tema, eu acho que nós temos que fazer uma comissão mista e acompanharmos de perto esse processo que na minha opinião já cabe uma representação. Porque não dá para a Assembleia Legislativa assistir de camarote esse imbróglio. Que se ficasse entre os empresários, mas agora a conta é do povo”, acrescentou o parlamentar.

Fonte: Aleam

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *