• qua. maio 29th, 2024

Deputado Wilker Barreto fiscaliza escola estadual na Zona Norte e constata unidade com banheiros sujos, alunos fazendo limpeza no horário de aula e alimentação sem tempero

ByPor Redação

mar 21, 2024

Banheiros sujos, alunos fazendo a limpeza da escola em horário de aula e comida sem tempero. Esse foi o cenário encontrado pelo deputado estadual Wilker Barreto (Mobiliza) durante fiscalização, na tarde da segunda-feira, 20, na Escola Estadual Roberto dos Santos Vieira, localizada no bairro Nova Cidade, na zona Norte de Manaus. A inspeção é a primeira de uma série de fiscalizações que o parlamentar realizará nas unidades de ensino da rede pública estadual para averiguar denúncias sobre a situação precária das escolas e buscar soluções.

No local, Wilker constatou de perto a veracidade acerca das denúncias recebidas da escola como a falta de limpeza por conta do atraso salarial dos auxiliares de serviços gerais terceirizados que atuam na unidade. O parlamentar presenciou alunos limpando as dependências da escola em pleno horário de aula e constatou banheiros sujos e com odor forte devido à ausência de limpeza.

“Os alunos estão em tempo real limpando as escolas. 15 horas é para estar limpando ou para estar em sala de aula? E todos devidamente fardados. O banheiro com odor forte e se duvidar, vai ser limpo por um aluno. Infelizmente, essa é a realidade da educação hoje no Amazonas”, afirmou Barreto, que tem sido o único parlamentar da Casa Legislativa que vem denunciando, desde o ano passado, a falta dos serviços de limpeza e conservação nas escolas da rede pública estadual, devido à falta de cobertura contratual por parte do Governo.

Alimentação sem qualidade

Outro problema constatado foi a alimentação servida na unidade. De acordo com relatos, a Secretaria de Estado de Educação e Desporto Escolar (Seduc) não está fornecendo os temperos para a preparação das refeições escolar e que, muitas das vezes, as próprias merendeiras que compram os condimentos com seus recursos.

“Não tem tempero, não tem nada, santo faz milagre e compra. Nenhuma verdura, só colorau e pimenta-do-reino. A gente que compra, senão ia ficar tudo branco a comida, ia ficar pior”, comentou uma cozinheira, que preferiu não se identificar.

O parlamentar também escutou reclamações dos alunos sobre a qualidade da merenda, bem como a falta de opções. Segundo um aluno da escola, apenas bolacha e suco estão sendo oferecidos durante o horário do lanche.

“Falta de merenda, a mesma coisa, suco e bolacha. Quando não é mingau também, todo dia. Não é ruim, entendeu, só que é todo dia a mesma merenda, a gente sabe que tem merenda na escola que pode ser melhor. Às vezes, não tem suco, é só bolacha”, desabafou o estudante.

Cobrança
Após a fiscalização, Wilker afirmou que a situação da escola Roberto dos Santos Vieira é preocupante e que também reflete o cenário de outras unidades em todo o Estado.

“Comecei hoje uma série de fiscalizações nas escolas do Estado e olha, a situação aqui é preocupante. Estamos falando de mais de 2,5 mil alunos, com uma comida sem tempero, só água e sal, e lanche com suco e bolacha. É triste ver a situação que se encontra hoje a educação do Amazonas, irei cobrar providências para que melhore esse cenário”, finalizou.

Localizada no bairro Nova Cidade, a unidade escolar possui 25 salas de aula e 2.700 alunos matriculados, atendendo turmas do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental, de Ensino Médio, de Atendimento Educacional Especializado (AEE) e Educação de Jovens e Adultos (EJA), anos finais e médio, em três turnos: manhã, tarde e noite.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *