• qui. maio 23rd, 2024

Polícias Civil e Militar prendem mãe e padrasto por cárcere privado e tortura de adolescente em Humaitá

ByPor Redação

mar 4, 2024

Vítima também sofria agressões físicas e ameaças constantes

Policiais civis da Delegacia Especializada de Polícia (DEP) de Humaitá (a 590 quilômetros de Manaus), com o apoio de policiais militares, prenderam em flagrante, no domingo (03/03), um casal sendo uma mulher, 38, e um homem, 43, pelos crimes de cárcere privado e tortura praticados contra um adolescente de 12 anos, filho e enteado dos autores, respectivamente.

De acordo com a delegada Wagna Costa, da DEP de Humaitá, as diligências começaram após os policiais receberem denúncias anônimas informando que populares, ao passarem por uma rua do bairro São Cristóvão, ouviram uma vítima gritando por socorro e pedindo água.

“Os policiais foram ao local e verificaram que era um adolescente que estava preso no quarto por correntes e cadeados, sendo necessário quebrar o cadeado para resgatá-lo”, disse a delegada.

Conforme a autoridade policial, durante escuta especializada, o adolescente contou que era mantido em cárcere pela própria mãe, desde junho de 2023. Segundo ele, a mãe pedia para o padrasto não lhe dar comida, e este só era alimentando uma vez ao dia.

“O menino ficava o dia todo trancado no quarto, sem possibilidade de sair e com sede, e por várias vezes gritava pedindo água, e fazia as necessidades fisiológicas no local. Ele também sofria agressões físicas e ameaças constantes pela mãe e pelo padrasto”, informou Wagna.

O casal foi localizado e preso em flagrante pelos crimes de cárcere privado e tortura, e posteriormente tiveram a prisão convertida em preventiva. Ambos ficarão à disposição do Poder Judiciário.

FOTOS: Anderton Cardoso e Divulgação/PC-AM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *