• qui. maio 23rd, 2024

Pouso histórico marcou chegada da primeira espaçonave comercial à Lua

ByPor Redação

fev 23, 2024

O módulo IM-1 da Intuitive Machines, também chamado de Odysseus ou “Odie”, está na superfície lunar após enfrentar problemas inesperados horas antes do pouso.

Eu sei que isso foi de tirar o fôlego, mas estamos na superfície e estamos transmitindo”, anunciou o CEO da Intuitive Machines, Steve Altemus, em uma transmissão ao vivo na internet. “Bem-vindo à Lua.”

A empresa conseguiu confirmar que o controle da missão recebeu sinais da superfície lunar logo após o pouso. Mas só duas horas depois é que a Intuitive Machines compartilhou que a espaçonave estava “em pé e começando a enviar dados”, de acordo com uma atualização da empresa no X, anteriormente conhecido como Twitter.

O pouso é histórico, marcando a primeira espaçonave comercial a pousar suavemente na Lua e o primeiro veículo feito nos EUA a pousar na superfície lunar desde o fim do programa Apollo, há mais de cinco décadas. Esta missão é de grande interesse para o principal cliente da Intuitive Machines, a Nasa, que busca explorar a Lua usando exploradores robóticos desenvolvidos por empreiteiras privadas antes de enviar astronautas lá mais tarde nesta década por meio de seu programa Artemis.

Hoje, pela primeira vez em mais de meio século, os EUA voltaram à lua”, disse o administrador da Nasa, Bill Nelson. “Hoje é um dia que mostra o poder e a promessa das parcerias comerciais da Nasa. Parabéns a todos os envolvidos nesta grande e audaciosa missão.”

Odysseus pousou às 20h24 (horário de Brasília) de quinta-feira (22) depois de usar seu motor a bordo alimentado a metano para se dirigir à superfície craterada e reduzir rapidamente sua velocidade em 4.000 milhas por hora (1.800 metros por segundo).

Algumas horas antes do pouso, um problema aparente com os sistemas de navegação de Odysseus forçou o módulo a depender de tecnologia experimental, resultando em uma “situação dinâmica”, de acordo com Gary Jordan, gerente de comunicações da Nasa.

“A Intuitive Machines tomou a decisão de reatribuir os sensores de navegação primários de Odysseus para usar os sensores do Lidar Doppler de Navegação da Nasa (ou NDL)”, de acordo com a transmissão na web.

Fonte: CNN Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *