• qui. jun 20th, 2024

Portal Ronda Geral AM

Notícias em tempo real!

Senador Omar defende apoio para que produtos da Zona Franca de Manaus sejam vendidos também para países da América Latina

ByPor Redação

maio 23, 2024

Senador do Amazonas criticou atual política ambiental do Governo Federal voltada para a opinião pública internacional

Em audiência pública na Comissão de Meio Ambiente do Senado Federal, o senador Omar Aziz (PSD-AM) fez um apelo para que o Governo Federal adote políticas que facilitem o ingresso de produtos da Zona Franca de Manaus em países da América do Sul. Aziz destacou a importância do polo industrial de Manaus, ressaltando sua característica de ser um polo limpo, que contribui para a manutenção da floresta amazônica.

O parlamentar criticou a preferência dos países sul-americanos por produtos chineses, mesmo sabendo que a China é um dos maiores emissores de CO2 do mundo. Ele enfatizou que os produtos da Zona Franca de Manaus possuem qualidade equiparável aos produtos mexicanos exportados para os Estados Unidos. Aziz ressaltou que o Brasil precisa adotar políticas que priorizem os interesses nacionais, em vez de buscar prestígio internacional.

“A América do Sul prefere importar da China, que é o maior emissor de gás carbônico do mundo, do que comprar de um país ou de um Estado, ou da Zona Franca de Manaus, que é muito séria quanto à emissão de CO2. Então, são essas questões que nós temos que tratar também aqui, a importância que o Brasil tem que dar aos brasileiros, ouvir os brasileiros. E hoje a equipe do meio ambiente do nosso governo ouve e quer ser aplaudido por estrangeiros. Não tem lógica, o nosso produto ter qualidade, a energia completamente limpa, mas não ter acesso a esses mercados”, pontuou Aziz.

O senador lamentou a falta de apoio do governo brasileiro para ampliar os mercados de exportação dos produtos da Zona Franca de Manaus e reforçou a necessidade de políticas que incentivem o comércio com países vizinhos, como Peru e Colômbia, que atualmente importam majoritariamente da China. “A gente não consegue exportar os produtos que possuem qualidade de produção e a mão de obra do caboclo, do indígena, uma mão de obra muito especializada”, completou o senador.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *